Notícias

Cosems/AL participa em Brasília de oficina sobre responsabilidades da Vigilância Sanitária no país

Sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Mary Wanderley

O gerente geral de Coordenação e Fortalecimento do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, Rafael Andrade de Castro, que conduziu a "Oficina Diretrizes Operacionais para Organização do SNVS: responsabilidades gestoras e harmonização de práticas", que aconteceu em Brasília, no último dia 21, destacou em entrevista ao apoiador técnico do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems), Joelson Lisboa, a importância da discussão para o cotidiano da Gestão, profissionais da Saúde e sociedade.

Qual o objetivo principal desta oficina e em que ela vai contribuir para o avanço da VS?

É mais uma inciativa da Anvisa e fruto do desdobramento dos ciclos de debates onde a Agência busca discutir com mais profundidade e eficiência a definição das competências dos entes-federados em Vigilância Sanitária. No segundo momento, vai discutir um pouco mais a atuação uniforme e harmonizada do sistema nacional de VS, mediante procedimentos pactuados e comuns que orientam a atuação de um mesmo modo para que tenhamos um melhor produto mais próximo e similar, independente da região do país, permitindo assim um ganho e uma legitimidade perante a sociedade.

Qual o Impacto que este sistema, tornando-se de fato harmônico, trará para gestões e qual resultado deste ciclo de discussões?

O primeiro impacto é mostrar uma VS funcionando como um sistema de fato, com definição clara destas responsabilidades entre a atuação dos governos federal, estaduais e municipais. Um ganho enorme para mostrar como podemos ser efetivos enquanto sistema, no qual cada um compreende sua competência e atua no que é do seu escopo e dar definição mais inteligível para a gestão e profissional de saúde.

Em sua opinião qual ganho esta discussão trará para a sociedade?

Para a sociedade fica um reflexo importante para ter maior legitimidade social da atuação da VS, por compreender melhor o processo de atuação, a missão e a finalidade da Vigilância, que é promover e proteger a saúde da população. Para isso utiliza instrumentos de atuação que são de fato todos voltados ao processo da Vigilância, da regulação sanitária; como inspeção e fiscalização e monitoramento; autorizações de funcionamento e registros; licenciamento sanitário, enfim, existem inúmeros instrumentos e, para tanto, requer definição das responsabilidades de cada um. Para a sociedade, o ganho é enorme já que ela consegue entender o processo de atuação da VS como aquele órgão que contribui para a proteção e promoção da saúde da coletividade.

 

Compartilhe esta notícia:

:: newsletter
COSEMS/AL © 2015 - Todos os direitos reservados.
Rua Ricardo César de Melo, 179 - Pinheiro - Maceió/AL - CEP: 57.055-670
Fone: +55 82 3326-5859 - cosemsalagoas@gmail.com
SET Web Studio