Notícias

Ministro discute em Alagoas estratégias para o avanço da Assistência Farmacêutica

Terça-feira, 31 de outubro de 2017

Texto: Mary Wanderley

Fotos Thiago Alcântara

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, entregou na noite dessa segunda-feira (30) a nova Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename) 2017 à presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems), Izabelle Pereira que, durante a abertura do VIII Fórum Nacional de Assistência Farmacêutica, realizada no Hotel Ritz Lagoa da Anta, também representou o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). Barros destacou a importância da sensibilidade da mulher na luta por políticas públicas resolutivas para o setor.

O evento reúne até esta terça-feira (31) gestores, farmacêuticos e especialistas renomados da área de Alagoas e demais Estados do país. Na abertura da solenidade, que contou com a presença de personalidades do setor dos três entes federados, houve ainda o lançamento do relatório "Assistência Farmacêutica em Pediatria".

A presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems), Izabelle Pereira, destacou a importância do enfrentamento do ministro da Saúde Ricardo Barros no tocante às políticas estruturantes de saúde para Alagoas e o país.  De acordo com ela, o ministro tem escutado e executado as decisões das reuniões de tripartite. "Só avançaremos com gestores com visão, conhecimento e coragem de querer que o Estado e o país avancem neste segmento", reforçou Izabelle.

Segundo ela, as políticas de assistência farmacêutica vêm avançando e o Sistema Nacional de Gestão da Assistência Farmacêutica (Hórus) tem sido um importante instrumento para controlar validade e dispensação dos medicamentos. "No meu município, Teotônio Vilela, consegui reduzir gastos em relação à assistência farmacêutica e dar mais acesso à população por meio desta ferramenta. Infelizmente quando solicitamos ao MS a senha para acesso ao Sistema, ela ainda demora muito a chegar", ressaltou a presidente do Cosems, acrescentando que a economicidade deve ser o marco na administração pública.

Izabelle destacou a importância dos farmacêuticos e demais profissionais de Farmácia, sem os quais segundo ela, a população não teria tratamento integral, universal e gratuito. O secretário de Saúde de Alagoas (Sesau), Christian Teixeira, salientou que as discussões do evento trarão benefícios para mais de 26 mil alagoanos que dependem do SUS e de medicamentos de alto custo.

"Neste encontro tem profissionais de todo o país e esperamos que dele saiam soluções para o setor e que sejam reduzidas as judicializações que atrapalham os gestores de todos os municípios brasileiros", disse. O presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) Michele Caputo afirmou que ainda há uma questão de poder e mercantilismo em torno do controle de dispensação de medicamentos da farmácia popular.

O ministro afirmou que o novo formato da Rename 2017 orienta usuários, gestores e profissionais da saúde, uma vez que conta com a relação de produtos, incluindo os oncológicos e hospitalares. "A relação saltou de 869 para 1059 e todos os produtos têm que ser alimentados por banco de preço da saúde, logo haverá mais controle de preço e mais transparência. A Rename será uma ferramenta sempre atualizada e todos saberão se é o Estado, município ou União que terá que dispor de determinado medicamento", reforçou.

Evento segue nesta terça (31) com mesas redondas sobre perspectivas da gestão e Financiamento do SUS; Ações e Estratégias para a Garantia de Acesso a Medicamentos no País; Oficina sobre Farmácia Popular: Desafios e Potencialidades: Mostra de Experiências Exitosas no SUS. 

Compartilhe esta notícia:

+ Mais imagens

:: newsletter
COSEMS/AL © 2015 - Todos os direitos reservados.
Rua Ricardo César de Melo, 179 - Pinheiro - Maceió/AL - CEP: 57.055-670
Fone: +55 82 3326-5859 - cosemsalagoas@gmail.com
SET Web Studio